Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Resenha do episódio “Secrets of the Dead: Caveman Cold Case”

El Sidrón Cave

Por , da About.com, Archaeology

Secrets of the Dead: Caveman Cold Case. 2013. Escrito e dirigido por Ruth Berry; narrado por Jay O. Sanders. Com John Hawks, Antonio Rosas, Carles Lalueza-Fox, Marco de la Rasilla, Clive Finlayson, Geraldine Finlayson, Darren Fa, Eduardo Forcelledo, Almudena Estralrrich. 54 minutos. Produzido por WNET para PBS. Transmissão estréia 15 de maio de 2013. Confira programação local ou visite o site da PBS.

Secrets of the Dead: Cold Case Caveman descreve as investigações arqueológicas recentes em dois sítios rupestres associados com nossos primos, os Neandertais: El Sidron, na região das Astúrias no norte da Espanha, e da caverna de Gorham, em Gibraltar.

O vídeo entrelaça estes dois locais, 30.000 anos de diferença na idade, e mundos além do clima e do meio ambiente, para contar histórias diferentes sobre o que era ser um Neanderthal nos momentos bons e nos momentos muito, realmente muito, ruins.

 

El Sidrón

Em El Sidrón, a evidência de um evento horrível foi depositado: 49 mil anos atrás, um grupo de toda a família de  Neandertais foi abatido e comido por um outro grupo. O filme apresenta os arqueólogos e escavadeiras de El Sidrón, descrevendo a história das escavações, e como ao longo dos anos, o lento acúmulo de evidências de canibalismo entre nossos primos apareceu e cresceu quase certo.

El Sidrón está na região das Astúrias da Espanha, uma região montanhosa ao longo da margem norte do país, onde confina com o Golfo da Biscaia. Na hora do evento, os neandertais eram os únicos hominídeos que viveram lá, e eles foram, aparentemente, sofrendo grandes depredações. O período de tempo, durante a Fase 3 do Isótopo Marinho, foi a de rápida e frequentemente instável mudança climática, e evidências do ossos sustentam a interpretação de um estilo de vida miserável.

 

Evidências de uma calamidade

Os ossos dos neandertais encontrados dentro de El Sidrón são muito fragmentados, mas a tecnologia moderna tem permitido aos pesquisadores identificar a idade e o sexo dos indivíduos; provas de DNA fornecem evidências de sua relação familiar, e os depósitos em seus dentes identificam as dietas das pessoas que morreram, indicando o desespero de suas circunstâncias.

Estudos líticos das ferramentas de pedra apontam claramente para autores Neandertais, bem como vítimas Neandertais, e revelam a natureza abrupta e singular do evento. Secrets of the Dead apresenta esses dados através de entrevistas com os escavadores, e paleontólogos e antropólogos físicos que trabalham no projeto em seus laboratórios.

 

Caverna de Gorham

Caverna de Gorham, por outro lado, está localizado em Gibraltar, aquela rocha na boca do Mar Mediterrâneo o conecta com o Atlântico. Nesse ambiente, cerca de 30.000 anos mais tarde do que El Sidrón, abrigou uma verdadeira cidade de Neandertais, e, de acordo com a pesquisa dentro da caverna e região, o clima local estava esquentando e mais propício para viver do que a de El Sidron. O nível do mar era muito mais baixo do que é hoje, com 4-5 km de terra que se estende em frente à abertura da caverna onde agora as voltas do mar na porta.

Aqui, dizem os estudiosos e pesquisadores que investigam Gibraltar, foi um dos últimos refúgios dos Neandertais, onde  uma gama de grandes corpos terrestres e mamíferos marinhos estavam disponíveis para o jantar. Não há sinais de violência aqui, e ossos de animais nos locais de habitação são abundantes. Apesar deste ambiente agradável, este é o último local que sabemos sobre onde os neandertais viveram: depois quee Gibraltar foi abandonado pelos neandertais, não há neandertais restantes no planeta.

 

Ponto de partida

A comparação entre os dois ambientes, e as disparidades sociais e residencial entre as duas regiões, permite que os estudiosos apresentados neste episódio de Secrets of the Dead  nos deem insights sobre a gama de comportamentos e modos de vida desses hominídeos. Enquanto arqueólogos e paleoantropólogos continuam a estudar locais de Neanderthal, eles expandem nosso conhecimento desta raça extinta de pessoas, que, como diz o biólogo evolucionista John Hawks, são geneticamente uma parte de nós, mas eles não são os mesmos que nós, não são exatamente como nós.

Secrets of the Dead é uma série da PBS, que combina pesquisa histórica e científica, e, para ser honesto, em alguns dos episódios que eu vi, o tom é um pouco mais sensacional do que com o que estou acostumada. Mas Caveman Cold Case é um excelente exemplo de como os vídeos de sensibilização do público podem ajudar a explicar e interpretar a pesquisa científica, de uma forma que é ao mesmo tempo divertida e educativa.

Trailer: http://archaeology.about.com/gi/o.htm?zi=1/XJ&zTi=1&sdn=archaeology&cdn=education&tm=29&f=00&su=p284.13.342.ip_&tt=6&bt=2&bts=2&zu=http%3A//video.pbs.org/video/2365007237

Secrets of the Dead: Cold Case Caveman não está, neste momento (maio de 2013), disponível em vídeo ainda. Apenas em estações locais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 14/05/2013 por em Resenhas.
%d blogueiros gostam disto: