Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Jardins de Moluscos: Sítios arqueológicos litorâneos típicos de 1000 anos atrás na Austrália

a1-Shellfish-5.jpg

A escavação do que parece ser um sistema de armazenamento de alimentos antigo ao longo da praia de Russell Island, entre Fulford Harbour e Swartz Bay (Austrália), está ajudando a lançar mais luz sobre a história e o desenvolvimento de grupos indígenas locais.

Seis anos depois os pesquisadores da Universidade de Victoria descobriram dois jardins de moluscos ao longo da praia, os alunos peneiram areia, cascalho e conchas para descobrir como e quando os jardins foram construídos. Alguns pesquisadores sugeriram que os jardins ajudaram a aumentar a oferta de alimentos de uma comunidade.

Os jardins são áreas de praia onde moluscos crescem naturalmente e foram aprimorados para aumentar a produção de mariscos.

A partir de alguns grupos de pessoas idosas com quem falamos, eles dizem estes jardins de moluscos basicamente atuaram como bancos de alimentos“, disse Nathan Cardinal, o conselheiro cultural de gestão de recursos para a Gulf Island National Park Reserve. “Se eles não podiam obter comida suficiente para passar o inverno, eles poderiam vir aqui e pegar marisco.”

Nos últimos três anos, os estudantes de antropologia tem armado suas tendas e passarão Maio e parte deJjunho estudando sítios indígenas históricos nos arredores de Vancouver Island. Os jardins de moluscos que estão estudando são pequenos campos construídos na praia na maré baixa com paredes de rocha circundante. As paredes agem como uma barreira para impedir a entrada de algas e evitar predadores de destruir os moluscos de cultivo e outros crustáceos.

Como jardineiros vegetais, aqueles que tomavam conta dos canteiros de moluscos lavrariam a areia, virando-a para fornecer mais oxigênio aos moluscos.

“Isso mostra que as pessoas não reagiram passivamente ao seu meio ambiente, mas sim criaram a sua própria paisagem“, disse o professor Eric McLay.

McLay estima que os jardins em Russell Island são pelo menos 1.000 anos de idade. A ilha foi o lar de uma comunidade indígena e os moluscos podem ter sido usados ​​para o comércio.

Jardins de moluscos são uma descoberta relativamente nova para os arqueólogos. O primeiro foi encontrado no arquipélago de Broughton, em 1995. Desde então, os jardins foram descobertas ao longo das costas até o Alasca.

Para os alunos da UVic, esta semana marca a janela de três dias, que ocorre uma vez por ano, quando a maré estará mais baixa, ajudando-os a obter uma imagem mais clara dos jardins.

Representantes indígenas se juntaram aos estudantes para ajudar a ensinar sobre o papel dos jardins desnvolvido em sua cultura.

Phillip Joe, um membro da tribo Cowichan, disse que ele se lembra de seus avós contando-lhe histórias sobre os jardins. “Os jardins de moluscos são apenas um pouco de nossa cultura, e não há muito mais a ser explicado”, disse ele.

 

FONTE: http://www.timescolonist.com/life/1-000-year-old-first-nations-clam-gardens-unearthed-near-sidney-1.232161

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29/05/2013 por em Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: