Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Foi assinada, hoje, a portaria de criação do Grupo de Arqueologia e Antropologia Forense

Esta foi a notícia divulgada, hoje, no site da Secretaria de Direitos Humanos, do Portal do Governo Federal Brasileiro:

01/JUL/13 - Ministra assina criação de Grupo de Arqueologia e Antropologia

A ministra Maria do Rosário, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), assinou nesta segunda-feira (02), em Brasília, a portaria de criação do Grupo de Arqueologia e Antropologia Forense nesta segunda-feira (1º), em Brasília (DF).

O colegiado, que vai assessorar a Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP), tem como objetivo adotar medidas visando a busca, localização, identificação arqueológica e antropológica de espaços e de ossadas de mortos e desaparecidos políticos, vitimados durante o período da ditadura civil-militar.

“A condição dos mortos e desaparecidos políticos é nó fundamental a ser desatado pelos Direitos Humanos”, declarou a ministra, ao destacar que o grupo auxiliará nos trabalhos de locais como a Vala de Perus, Vila Formosa, Foz do Iguaçu e Araguaia.

Além dos membros constituídos, o colegiado, que não terá remuneração, poderá convidar especialistas nacionais e estrangeiros para serem colaboradores eventuais. O grupo terá prazo de um ano para exercer as suas atividades, com possibilidade de prorrogação pelo mesmo período, devendo elaborar relatórios parciais e um final sobre o seu trabalho, que será avaliado pelo pleno da CEMDP.

Composição – O grupo terá representantes da SDH/PR, da própria CEMDP, do Departamento da Polícia Federal (DPF), da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão – MPF, arqueólogo, especialista em antropologia forense, de familiares de mortos, do Centro Nacional de Arqueologia do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e desaparecidos políticos e de grupos de direito à memória e à verdade.

Buscas – Os membros da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos também definiram pela retomada do Grupo de Trabalho Araguaia (GTA). A ideia é produzir um relatório reunindo os documentos e indícios já encontrados, que poderá servir de base para novas buscas.

Assessoria de comunicação social.

FONTE: http://portal.sdh.gov.br/clientes/sedh/sedh/2013/07/01-jul-13-ministra-assina-criacao-de-grupo-de-arqueologia-e-antropologia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 01/07/2013 por em Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: