Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Evidências da presença de humanos anatomicamente modernos na Ásia Oriental há 100 mil anos atrás [Artigo]

Mass spectrometric U-series dating of Huanglong Cave in Hubei Province, central China: Evidence for early presence of modern humans in eastern Asia

Autores do artigo: Guanjun ShenXianzhu WuQian WangHua TuYue-xing FengJian-xin Zhao

Resumo traduzido do artigo:

A maioria dos pesquisadores acredita que os humanos anatomicamente modernos (HAM) apareceram pela primeira vez na África há 160-190 mil anos atrás, e não teriam chegado a Ásia oriental até aproximadamente 50 mil anos atrás. No entanto, a credibilidade desses cenários pode ter sido comprometida por um quadro cronológico em grande parte imprecisas previamente estabelecidas para hominídeos fósseis encontrados na China. Recentemente, tem havido um crescente corpo de evidências indicando a possível presença de HAM no leste da Ásia há 100 mil anos atrás, ou até antes. Aqui nós relatamos a datação de Urânio (espectrometria de massa) com alta precisão de amostras intercaladas de concreções de Huanglong Cave, um sítio hominíneo do Pleistoceno Superior recentemente descoberto no norte da província de Hubei, centro da China. Escavações sistemáticas levaram à descoberta em situ de sete dentes de hominídeos e dezenas de pedras e artefatos ósseos. As datações por urânio U-série localizadas sobre finos espeleotemas colocam os espécimes hominídeos cronologicamente entre 81 e 101 mil anos, atualmente o período de tempo mais estreito para todos os HAM além de 45 mil anos, na China, através de evolução independentemente de hominídeos arcaicos ou suas assimilações com a chegada do de HAM. Em alternativa, este estudo fornece uma evidência adicional para a presença precoce de uma morfologia AMH na China, quer através de evolução independente das populações arcaicas locais ou a sua assimilação com AMH entrada. Junto com os recentes resultados das datações das amostras hominíneas de  Homo erectus a HAM, um novo cronograma estendido e contínuo de fósseis hominídeos chinês está tomando forma, o que garante a reconstrução da evolução humana, especialmente as origens dos humanos modernos na Ásia oriental.

Full-size image (32 K)

 Full-size image (90 K)

O artigo foi publicado esta semana no  Journal of Human Evolution e pode ser acessado no link abaixo:

http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S004724841300119X

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 18/07/2013 por em Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: