Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Instrumentos Líticos remetem a duas tradiçãos culturais distintas de Neandertais

Texto de Enrico de Lazaro

Um estudo de 1.300 machados de pedra encontrados em 80 sítios neandertais na França, Alemanha, Bélgica, Grã-Bretanha e na Holanda mostra que duas tradições culturais existiam entre neandertais que viveram no que é hoje o norte da Europa entre 115.000 a 35.000 anos atrás.

Location of the study sites and Neanderthal cultures: Mousterian of Acheulean Tradition, MTA, Keilmessergruppen, KMG, and transitional - Mousterian with Bifacial Tools, MBT (Karen Ruebens)

Localização dos sítios estudados e culturas Neandertais: Tradição Mousteriense-Acheulense, MTA, Keilmessergruppen, KMG, e de transição Mousteriense com ferramentas bifaciais, MBT (Karen Ruebens)

Duas tradições machado de mão separadas existiram: a Tradição Mousteriense-Acheulense em uma região que abrange atualmente o sudoeste da França e Grã-Bretanha; e a Tradição Keilmessergruppen na Alemanha ainda mais para o leste, de acordo com a autora do estudo Dra. Karen Ruebens da Universidade de Southampton, que relatou os resultados no Journal of Human Evolution. Ela também identificou uma área da moderna Bélgica e Holanda, que demonstra uma transição entre os dois.

“Na Alemanha e na França, parece haver duas tradições de machado de mão separadas, com limites claros, indicando desenvolvimentos completamente separadas, independentes,” disse Dra. Ruebens.

A zona de transição na Bélgica e Norte da França indica o contato entre os diferentes grupos de neandertais, que geralmente é difícil de identificar, mas tem sido muito falado, especialmente em relação aos contatos posteriores com grupos de humanos modernos.”

Essa área pode ser vista como um caldeirão de idéias onde os grupos móveis de neandertais, tanto da tradição oriental e ocidental, passariam – influenciando projetos uns dos outros e deixando para trás um registro mais variado de ferramentas bifaciais.”

Neandertais na região oeste produziram simétricos machados de mão triangulares e em forma de coração, enquanto que durante o mesmo período, na região leste, eles produziram facas bifaciais de forma assimétrica.

Left: Mousterian of Acheulean Tradition hand axes, from top to bottom - cordiform hand axe from Le Moustier, France; triangular hand axe from St. Just en Chaussée, France; hand axe from Lynford, UK (Karen Ruebens). Right: Keilmessergruppen Tradition hand axes, from top to bottom - keilmesser from Sesselfesgrotte, Germany; keilmesser from Abri du Musée, France; faustkeilblatt from Königsaue, Germany (Karen Ruebens).

Esquerda: Machados de mãe MTA, de cima para baixo – machado de mão cordiforme de Le Moustier, França; machado de mão triangular de St. Just en Chaussée, França; machado de mão de Lynford, Reino Unido (Karen Ruebens). Direita: Machados de mão KMG, de cima para baixo – keilmesser de Sesselfesgrotte, Alemanha; keilmesser de Abri du Musée, França; faustkeilblatt de Königsaue, Alemanha (Karen Ruebens).

Maneiras distintas de fazer um machado de mão foram passados ​​de geração em geração e por tempo suficiente para tornar-se visível no registro arqueológico. Isso indica um forte mecanismo de aprendizagem social dentro destes dois grupos e diz algo sobre a estabilidade e conectividade das populações de Neandertal “, disse o Dr. Ruebens.

Produzir as ferramentas de pedra não era simplesmente uma tarefa oportunista. Um monte de tempo, esforço e tradição foram investidos e essas ferramentas transportam uma certa quantidade de informações sócio-culturais, que não contribuem diretamente para a sua função. “

A análise revela também outros fatores que podem ter influenciado o projeto do machado de mão, tais como a disponibilidade de matéria-prima para os Neandertais, a função de seus sítios, ou a reutilização repetida e afiação de ferramentas – não têm um impacto neste caso.

O estudo acrescenta uma nova perspectiva arqueológica sobre regionalidade Neanderthal, que é um conceito também identificado em estudos de suas características esqueléticas e genética.

Fonte: Sci-News

Acesso ao artigo de Karen Ruebens no Journal of Human Evolutionhttp://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0047248413001474

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11/09/2013 por em Artigos, Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: