Novas datações para Atapuerca (e do Homo antecessor) recuadas para 900 mil anos atrás

Foto panorâmica da escavação da Grand Dolina em 2012. ( Crédito: Mario Modesto Mata)

Novas datações realizadas por Termoluminescência (TL) e Luminescência Estimulada Opticamente (OSL) forneceram novas datações para o sítio arqueológico Gran Dolina, região de Atapuerca (Espanha). A datação mais antiga obtida anteriormente era de 780 mil anos antes do presente (AP). As novas datações recuam a ocupação da região em mais de cem mil anos, sendo datações que variam entre 940 mil AP e 890 mil AP.

O sítio arqueológico Grand Dolina ganhou fama pela descoberta dos fósseis hominídeos mais antigos da Europa na década de 1990. A espécie hominídea encontrada no local foi classificado como Homo antecessor, e é , muito provavelmente, um descendente do Homo erectus.

Reconstrução do possível aspecto físico de um Homo antecessor. (Crédito: jlmaral, no flickr)

Para saber mais:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s