Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

A Dieta Neandertal Onívara Revelada nas Fezes Mais Antigas do Mundo

Coprólitos revelam que os Neandertais amantes de carne também comiam seus vegetais.

Texto de Dan Vergano:

Reconstrução de uma Neandertal apelidade de “Wilma”. Neandertais como ela são geralmente visto como estritamente carnívoros. Foto: Joe McNally

Quer a real sobre a Dieta do Paleolítico? A descoberta dos mais antigos coprólitos humanos, de cerca de 50.000 anos de idade, sugere que os neandertais equilibravam sua dieta de carne pesada, com muitos vegetais.

Os antigos primos de nossa própria espécie, os neandertais, desapareceram da Europa cerca de 30.000 anos atrás, na época em que os humanos modernos chegaram lá. Sempre vistos como carnívoros estritos, ele caçavam mamutes e renas, como evidenciado por ossos deixados em seus acampamentos.

No entanto, amostras de fezes de Neanderthal mostradas na revista PLoS ONE nesta quarta-feira sugerem que eles também comeram muitas frutas, nozes e outros vegetais.

As amostras mais antigas de cocô humano apareceram no sítio de El Sal, junto a um monte de fogueiras antigas no sul da Espanha. Os pesquisadores estavam originalmente pesquisando as fogueiras  procurando por vestígios químicos de gorduras de carnes cozidas. Em meio à busca, eles encontraram, inesperadamente, algumas “fezes fósseis”, ou coprólitos, em uma camada de de fogueira datada de 50.000 anos atrás.

“Fiquei muito surpreso por encontramos estas amostras no lugar onde eles comiam”, disse a geoarqueóloga Ainara Sistiaga, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, que liderou o estudo. “Acreditamos que eles [os coprólitos] foram depositados aqui depois que pararam de usar a fogueira.”

O recorde anterior para o mais antigo coprólito humano desenterrado por arqueólogos veio de Oregon Paisley Caves e são datadas, provavelmente, de 12.300 anos atrás. Amostras de fezes muito mais antigas, de dinossauros e tubarões, também foram descobertos por pesquisadores.

Uma foto do sedimento, onde as mais antigas fezes humanas foram descobertas. Esta fogueira com fósseis fecais foi descoberta no sul da Espanha. Foto: Bertila Galván.

Dieta Surpresa

Para obter pistas sobre a dieta Neanderthal, amostras de fezes foram pulverizadas e examinadas em laboratório para identificação espectroscópica de sua química. Em particular, os pesquisadores procuraram por compostos criados quando bactérias ajudam na digestão de carnes e legumes.

Os resultados identificaram quatro gorduras associados à carne. Mas dois compostos relacionados com o colesterol que são uma impressão digital inequívoca de plantas também apareceu.

Eles estavam comendo muita carne“, diz Sistiaga. “Mas acreditamos que eles eram onívoros“.

Embora a análise química não possa especificar quais eram os alimentos vegetais que os Neandertais estavam comendo, a análise de pólen sugere bagas, nozes, e tubérculos e cresceram na região, quando os Neandertais viveram na Espanha.

Ossos de mamutes, renas e veados amplamente encontrados em sites de Neandertal levaram os arqueólogos e paleontólogos a vê-los como os dedicados comedores de carne. Mas estudos mais recentes revelaram restos de plantas em sítios Neandertais, nos instrumentos líticos, e até mesmo em sua placa dentária, insinuando que eles não eram carnívoros estritos.

O presente estudo é o primeiro a fornecer uma análise química direta de que os neandertais comiam vegetais – “a parte mais interessante do estudo“, diz o paleontólogo Erik Trinkaus, da Universidade Washington, em St. Louis, que não fez parte da pesquisa.

Seus resultados estão confirmando uma idéia que ainda é um pouco nova nesse campo“, diz a paleobióloga Amanda Henry, do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva da Alemanha, em Leipzig. Mas ela adverte que mais evidências mostrando que as amostras de fezes, sem dúvida, veio de neandertais, e não a partir de um outro animal onívoro, como ursos, seria reconfortante.

A equipe de Sisiaga argumenta que os compostos digestivos encontrados na análise estão presentes em proporções encontradas apenas nos seres humanos. Mas Henry diz por e-mail que seu argumento seria reforçada com uma análise mais profunda: “Eu acho que o artigo teria sido mais forte se tivessem utilizado um meio independente de identificar o coprólito, talvez à procura de DNA humano ou de proteínas.

Os compostos testados no estudo de El Sal são “muito estáveis“, diz Sistiaga. “Vamos tentar uma amostra de dois milhões de anos de idade, a partir de outro sítio próximo.”

Extinção Neanderthal

Alguns pesquisadores sugeriram que a dieta centrada em carne dos Neandertais pode ter deixado eles abertos à extinção quando eles foram forçados a competir por recursos após outros humanos modernos onívoros entrarem no seu território, trazendo instrumentos mais complexos com eles.

Essa história parece um pouco simples demais agora, mesmo que os Neandertais não tivessem uma dieta “dominada por carne”, segundo o estudo.

Sistiaga sugere que a digestão Neandertal trabalhou com a ajuda de bactérias semelhantes às do trabalho em nossas próprias entranhas.

Os coprólitos também revelaram que os neandertais aparentemente tinham parasitas, como ancilostomídeos e vermes, semelhantes aos que afligem pessoas antigas, modernas e outros. (Relacionados: “parasitas perigosos.”)

Fomos informados de que as pessoas com muitos parasitas como vimos [nas amostras] seriam muito doentes“, diz Sistiaga.

FONTE: National Geographic

Para saber mais:

Artigo de Sistiaga e colegas sobre a descoberta e análise dos coprólitos Neandertais, na PLOS One.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26/06/2014 por em Reportagens.

Siga-nos no Facebook, e acesse mais conteúdo

Siga-nos no Twitter

%d blogueiros gostam disto: