Zine sobre o machismo e a arqueologia

Foi divulgada esta semana uma “zine” (revista de poucas páginas) que trata sobre o machismo e o contexto do trabalho arqueológico. O texto é assinado majoritariamente por pesquisadoras da área de arqueologia. Para conferir a Zine faça o download clicando no link abaixo:

Zine sobre o machismo e a arqueologia

Sem título 2
Ilustração: Erêndira Oliveira
Anúncios

6 comentários

    • Olá, Michael. Todas as nossas matérias estão relacionadas a arqueologia, assim como esta. Não se trata de uma discussão científica sobre diferenças biológicas entre o sexo masculino e o feminino, mas sim sobre um problema real em nossa sociedade que afeta até mesmo cientistas, como arqueólogas e arqueólogos. Comprovações científicas não são necessárias para respeitar as pessoas, sejam elas como forem. O objetivo desta Zine é tentar conscientizar as pessoas envolvidas na arqueologia sobre o respeito ao próximo. Se você quer realmente “comprovações científicas sobre o tema “gênero”, por favor, faça uma busca por artigos científicos de verdade, e não em vídeos de humoristas que não entendem nada sobre teoria, métodos e interpretação de dados. Aqui vai umas dicas de artigos para você ler e interpretar os dados por conta própria, ao invés por se deixar enganar por matérias tendenciosas feitas por não cientistas.

      http://www.sciencedirect.com/science?_ob=ArticleListURL&_method=list&_ArticleListID=-888136814&_sort=r&_st=13&view=c&md5=a30946dab6c7cc1a5b5e1cf1027db4a6&searchtype=a

      • Postagem oportuna, JuCa. Fiquei interessado no artigo recomendado por você, mas o link não está funcionando… pelo menos eu não consegui abrir.

      • Acabei de testar, e está funcionando perfeitamente. Tente de novo e me avise se ainda estiver com problemas.

    • O zine está muito bem escrito e atualizado teoricamente, tanto é que se você o ler com atenção, ele mesmo responde seu questionamento. Dê uma olhada tanto nos clássicos quanto nas discussões atuais das ciências sociais e humanas. Pode começar com Foucault, Ricoeur, Funari, Latour, Stuart Hall, Eduardo Galeano, Hodder… Toda opinião é válida, ainda sim, até mais.

  1. Primeiramente gostaria de agradecer ao Juca por divulgar a Zine aqui no Arqueologia e Pre-história e também pela resposta dada ao Michael. Gostaria de pontuar algumas coisas. Primeiro que neste blog já vi outras matérias que não necessariamente falam sobre dados cientificos na arqueologia, mas que estão relacionadas a nossa profissão em geral, como a questão da profissionalização no Brasil. O machismo é um problema que mulheres enfrentam em todos os campos profissionais, portanto não acho a publicação da Zine em nada foge do espirito deste blog. Por favor, me corrija se estiver errada Juca. Outra questão, é que a arqueologia, principalmente feita em lugares onde há a reflexão pós-colonial, tem como proposito colocar grupos invisíveis ou que tiveram pouca visibilidade ao longo da historia da arqueologia. É nesse sentido que a teoria de gênero, seja na arqueologia ou qualquer outra ciência, tem a contribuir. A respeito da suposta neutralidade da ciência tem recomendo, ao invés de vídeos de humor (sic), uma referencia bibliográfica:
    https://www.academia.edu/7698524/Bruno_Latour_-_Ci%C3%AAncia_em_A%C3%A7%C3%A3o_-_texto_de_acompanhamento_para_leitura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s