Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Arte mobiliar de 40 mil anos atrás é remontada na Alemanha

Pesquisadores da Universidade de Tübingen tiveram sucesso novamente anexando a cabeça recém-descoberta de uma estatueta de marfim de mamute-pré-histórico descoberto em 1931. A cabeça foi encontrada durante as novas escavações em Vogelherd Cave, sítio da escavação original em 1931. As escavações recentes, entre 2005 e 2012, produziram uma série de descobertas importantes. A descoberta desta cabeça de marfim ajuda a completar uma estatueta que agora pode ser reconhecido como um leão – e demonstra que é possível montar figuras frequentemente fragmentárias da escavação anteriormente.

Uma estatueta de leão esculpida em marfim de mamute, agora com a cabeça remontada. Encontrado em Vogelherd Cave, no sudoeste da Alemanha. Aproximadamente 40 mil anos de idade. (Crédito:. H. Jensen Copyright Universidade de Tübingen)

A nova descoberta é apresentada na edição de 2013 da revista Archäologische Ausgrabungen in Baden-Württemberg.

Vogelherd Cave está localizada no Vale do Lone, sudoeste da Alemanha, e é de longe a mais rica dos quatro cavernas da região, que têm produzido exemplos da arte figurativa mais antiga, que datam até 40.000 anos atrás. No geral, Vogelherd Cave produziu mais de duas dezenas de figuras e fragmentos de figuras. Enquanto o trabalho de montagem junto a milhares de pequenos fragmentos de marfim de mamute de Vogelherd está apenas começando, a notável estatueta do leão, agora com a sua cabeça, constitui uma parte importante da exposição de arte antiga no Museu da Universidade de Tübingen (MUT ) em Hohentübingen Castle.

Professor Nicholas Conard e seu assistente de escavação Mohsen Zeidi apresentaram ontem a nova descoberta e discutiram a sua importância científica, após o achado juntar-se novamente à exposição permanente no MUT.

FONTE: http://www.sciencedaily.com/releases/2013/07/130718101101.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 19/07/2013 por em Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: