Arqueologia e Pré-História

Desde 2013 colaborando com a educação e informação ao grande público sobre arqueologia e pré-história em língua portuguesa. Notícias, artigos, eventos, e muito mais! (Este site NÃO possui fins lucrativos).

Grupo de estudantes e graduados em arqueologia tornam pública carta de repúdio à Sociedade de Arqueologia Brasileira

Por JuCa

Um grupo de quase 200 profissionais graduados e estudantes de graduação em arqueologia lançou hoje, dia 24/08/2018 uma carta em repúdio às ações recentes da diretoria da Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB). O grupo pede uma retratação uma retração da entidade, uma vez que se sente ofendido e não reconhecido diante o discurso que ela tem tomado nos últimos anos.

O movimento que criou esta carta foi fortemente motivado pelos acontecimentos em torno do concurso do IPHAN que sofreu intervenção da Justiça Federal, após um pedido da SAB, exigindo que não apenas graduados, mas também outros profissionais em arqueologia devidamente regulamentados (em acordo com a legislação vigente) pudessem participar do concurso público. A modo como a SAB encaminhou a nota deixou aberto à interpretações que foram entendidas como um desmerecimentos das graduações em arqueologia por parte da entidade, levando até mesmo à desassociação de diversos profissionais e estudantes.

Clique aqui para saber mais sobre o ocorrido.

O processo também envolveu diversas discussões e postagens com opiniões radicais  nas redes sociais, tanto de quem defende que apenas graduados deveriam prestar o concurso, quanto dos que tem opinião contrária. Mas também houve aqueles que, independente de sua graduação, acreditam que esta discussão é desnecessária e erve apenas para segregar uma classe profissional que já ofre com diversos outros problemas externos, como a falta de uma associação de profissionais.

Clique aqui para ler a carta de repúdio na íntegra, com as assinaturas dos apoiadores

Atualização:

A SAB lançou uma segunda nota de esclarecimento no dia 31/08 na qual afirma que o trecho da nota do dia 22/08 na qual se lê “também permite que o IPHAN possa ser servido por arqueólogos e arqueólogas de alta competência que caso contrário não teriam a oportunidade de concorrer às vagas”, se trata de reconhecer a qualificação de uma parte dos profissionais regulamentados, mas sem desqualificar qualquer outra [neste caso, os graduados em arqueologia], e que jamais considerariam que aqueles antes excluídos do edital original do IPHAN seriam os único profissionais de alta competência.

Clique aqui para ler a nova nota de esclarecimento da SAB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 24/08/2018 por em Reportagens.
%d blogueiros gostam disto: